quarta-feira, 19 de junho de 2013

Então começamos a nossa batalha?

A nossa guerra não compreendida de todo revolucionário de primeira viagem em seus vinte e poucos anos.

Uma manifestação de estudantes quebrados pelo simples ato de economizar uns trocos ao ir e vir da faculdade foi o estopim dentro de um galão de gasolina. Mas este se encontrava dentro de uma refinaria de petróleo, que já velha e sem segurança fez aquilo que nunca se propôs ao surgir no mundo: Explodir! E espalhar as fagulhas e fragmentos em todos aqueles que estavam próximos.

Assim começou o mais nobre dos atos de uma geração.


Só que desta vez a coisa não envolve apenas liberdade cultural, de voz ou de imprensa. Envolve raspar toda a merda que estava empilhada no ventilador há décadas. Ela começou, mas nunca foi por transporte público. Nunca foi por escolas precárias e atendimento à saúde deficiente. Nunca foi por altos juros e taxas intermináveis. Nunca foi por uma polícia desprotegida e insegurança pública. Nunca foi por rodovias e infraestrutura decadente. Nunca foi por gastos abusivos em obras nunca terminadas. Nunca foi por políticos desonestos e promessas infinitas.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Ensinamento para a vida.

Um bom homem tem que ser um bom pai. Só pode ser chamado de homem, aquele que ensina um menino a ser homem.
Paul Flanagan, um professor de gramática que faleceu em 2009 devido ao melanoma, se faz homem mesmo depois de morto.
Quando diagnosticado com a doença, ele não sentiu piedade de si, simplesmente pensou em seus dois filhos,  um menino que na época tinha 5 anos e uma menina que tinha 1 ano. Ele usou os últimos dias para se tornar um ótimo pai (e um ótimo homem). Escreveu cartas, comprou presentes, deixou bilhetes espalhados dentro de seus livros preferidos... Mas o mais importante de todos, foi um arquivo que sua esposa encontrou no seu antigo computador, o nome? "Sobre encontrar a realização". Era uma carta com 28 dicas para uma vida inteira, que com certeza se tu aplicar, não vai ter erro de ser uma ótima pessoa.
Eis o conteúdo:
"Nessas últimas semanas, depois de saber de meu diagnóstico terminal, procurei encontrar em minha alma e em meu coração maneiras de estar em contato com vocês enquanto vocês crescem.
Estive pensando sobre o que realmente importa na vida, e os valores e as aspirações que fazem das pessoas felizes e bem-sucedidas. Na minha opinião, e vocês provavelmente têm suas próprias ideias agora, a fórmula é bem simples.
As três virtudes mais importantes são: lealdade, integridade e coragem moral. Se aspirarem a elas, seus amigos os respeitarão, seus empregadores o manterão no emprego, e seu pai será muito orgulhoso de vocês.
Estou dando conselhos a vocês. Esses são os princípios sobre o quais tentei construir a minha vida e são exatamente os que eu encorajaria vocês a abraçar, se eu pudesse.
Amo muito vocês. Não se esqueçam disso.
1 Seja cortês, pontual, sempre diga “por favor” e “obrigado”, e tenha certeza de usar o garfo e a faca de maneira correta. Os outros decidem como tratá-los de acordo com as suas maneiras.
2 Seja generoso, atencioso e tenha compaixão quando os outros enfrentarem dificuldades, mesmo que você tenha seus próprios problemas. Os outros vão admirar sua abnegação e vão ajudá-lo.
3 Mostre coragem moral. Faça o que é certo, mesmo que isso o torne impopular. Sempre achei importante ser capaz de me olhar no espelho toda manhã, ao fazer a barba, e não sentir nenhuma culpa ou remorso. Parto deste mundo com a consciência limpa.